Imagem: Divulgação/Polícia CivilA Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Narcóticos (Denarc), desarticulou em Goiânia, um laboratório de refino de drogas. Três pessoas foram presas na operação.

Na casa de Kleber Martins dos Santos e da esposa dele, Jeyciely de Sousa Barros Silva, foram encontrados porções de maconha, cocaína, crack, LSD e comprimidos de ecstasy.

Também foram apreendidos balanças de precisão, prensa hidráulica, formas, liquidificadores e outros equipamentos utilizados no refino dos entorpecentes.

Além das drogas, a polícia encontrou uma pistola com kit rajada, dois carregadores alongados e defensivos agrícolas que seriam adicionados à cocaína já refinada. Ao ser flagrado, Kleber ofereceu R$ 100 mil para que não fosse preso. A conduta do suspeito foi devidamente registrada pelos policiais.

Um terceiro suspeito, Ralffe Américo Ribeiro, também acabou detido. Na casa dele, foram encontrados dois quilos de cocaína e anabolizantes. De acordo com as investigações, enquanto o casal cuidava da preparação da droga, Ralffe comprava grandes quantidades e revendia. “É um grupo extremamente organizado e o laboratório estava equipado para a produção das drogas”, afirma o delegado Eduardo Gomes.