Yahoo Notícias - Um homem de 35 anos ateou fogo à própria filha de 16 após se sentir incomodado pelo fato de ela “usar muito” o aparelho celular. A adolescente teve 70% do seu corpo queimado e segue internada em estado grave. O homem está preso, acusado de tentativa de homicídio.

O crime aconteceu no distrito de Palghar, no estado de Maharashtra, na Índia, dentro da própria casa da família.

De acordo com informações da imprensa local, Mohamad Mansuri teria se irritado com a filha, que passava muito tempo no celular. O homem teria achado que a adolescente estava trocando mensagens com algum rapaz.

Pai e filha discutiram e, então, Mansuri atirou o aparelho no chão. Logo em seguida, ele jogou querosene sobre a filha e ateou fogo.

Segundo a polícia, outros parentes da vítima não estavam presentes no local e ela foi socorrida por vizinhos que ouviram seus gritos de dor.