Fernando Rosa Cardoso, de 45 anos, foi preso neste domingo, 10, em Divinópolis/TO durante uma ação conjunta das Polícias Civis de Paraíso/TO, comandada pelos delegados Hélio Espíndola e Anderson Sousa. Fernando é apontado como autor de vários estupros em Paraíso/TO e Vila Rica/MT.

Em seu poder, a polícia encontrou uma cédula de identidade falsa e um Gol branco, com placa de Goiânia, no entanto, foi identificado como clonado, uma vez que o documento original do veículo seria de Anápolis. De acordo com a polícia, o carro era utilizado como meio de transporte para levar as vítimas para áreas rurais onde cometia os crimes, de forma bastante violenta e ameaçadora.

A maioria das vítimas tinha entre 25 e 29 anos. Até agora, ao menos três o reconheceu como autor dos crimes. A Polícia Civil acredita que com a divulgação da imagem de Fernando, outras vítimas possam aparecer, auxiliando assim na investigação dos fatos criminosos.

Fernando Rosa que também é foragido da justiça de Goianésia/GO e Patos de Minas/MG, onde cometeu crimes de furto, estupro e homicídio, é acusado da prática de vários estupros no Tocantins, inclusive, a polícia tem informações de um nas proximidades de uma praça na saída para Palmas e outros na altura da Ferrovia Norte/Sul, no distrito de Luzimangues, município de Porto Nacional. Outros estupros ainda serão confirmados com a presença das vítimas.

As investigações apontam que praticamente todos os estupros cometidos por Fernando Rosa ele utilizava uma faca ou facão no intuito de coagir as vítimas. Não satisfeito, depois de consumar o fato, ele ainda agredia fisicamente e moralmente suas vítimas.

O suspeito encontra-se a disposição da justiça e se condenado pode pegar de 06 a 14 anos de prisão por crime cometido.