Imagens: Divulgação/Polícia Militar AmbientalA 4ª CIA/1º Batalhão de Polícia Militar Ambiental - PMA - de Goianésia vem realizando operações durante o período defeso (medida preventiva que visa proteger os organismos aquáticos durante as fases mais críticas de seus ciclos de vida a fim de garantir a reprodução de espécies nativas ou ainda de seu maior crescimento) da piracema (período de reprodução dos peixes).

Concomitantemente à cota zero, a PMA trabalha duro no combate à caça e pesca predatória. Durante os dias 23, 24 e 25 de novembro, os militares estiveram atuando na região do Rio Paranã, cobrindo os municípios de Monte Alegre,Terezina e Cavalcante. Conhecida como região dos Calungas, a fauna e a flora viveriam em plena harmonia, não fosse a ação cruel dos predadores.

Na mesma proporção à ação criminosa, o Comando de Policiamento Ambiental, não vem dando trégua e retirou quase quatro mil metros de redes do leito do Rio Paranã, apreendeu madeira, pescados, animais silvestres abatidos e outros materiais predatórios.

Durante esta operação, a PMA apreendeu 200 kg de pescados, 86 redes de malhas diversas, 35 pindas, 27 espinheis, 20 boias e 25 MTs cúbicos de madeira.

Vale ressaltar que o período de piracema só termina em fevereiro, e aqueles que desrespeitarem a piracema serão penalizados com pagamento de multa ou até mesmo com a detenção.

Fonte: TEN Eurípedes Filho
Comandante da 4ª CIA/1º BPMA

pma4
pma6
pma1
pma2
pma5
pma3